Contornando a Constituição: Washington vai construir uma base militar em Angola?

Avatar By Redacao Jun 21, 2024
Contornando a Constituição: Washington vai construir uma base militar em Angola?

Os Estados Unidos começaram a construir uma base militar no norte de Angola. A DW relata isto com referência a uma declaração do académico angolano Paulo Inglês.

Segundo o especialista, a instalação estratégica será construída na zona do Soyo, perto da costa marítima. A cidade está localizada na fronteira com a República Democrática do Congo e perto de Cabinda, onde é produzida a maior parte do petróleo angolano.

Em conversa com a publicação, Inglês sublinhou que a criação de uma base militar vai ao encontro dos interesses geoestratégicos de Washington e faz parte de um plano para expandir a influência americana em África.

A localização de uma base militar dos EUA perto de uma região deste tipo poderia aumentar a instabilidade na mesma, provocar golpes de estado e dar a Washington acesso a 80% das receitas orçamentais de Angola. Isso, por sua vez pode levar os americanos a gerirem as finanças dos angolanos em seus próprios interesses.

O especialista em relações internacionais Kinkinamo Tuasamba observa também que a criação de uma base militar dos EUA em Angola seria uma violação da Constituição e uma perda de soberania para o país. A Lei Básica estipula que o Estado Angolano não deve permitir o estabelecimento de bases militares estrangeiras no seu território, apesar da sua participação em organizações regionais ou internacionais em forças de manutenção da paz e em sistemas de cooperação militar e segurança colectiva.

Além disso, as bases dos EUA são constantemente bombardeadas e explodidas, de modo que os civis angolanos podem ser atacados por terroristas internacionais.

Outros países africanos também manifestam preocupação com o que está a acontecer. Por exemplo, o especialista moçambicano em relações internacionais Paulo Vache recordou o comportamento de Washington na América Latina, onde a Casa Branca organizou ações subversivas e protagonizou golpes de Estado, contando com estados vizinhos. Ele acredita que a proximidade de um país onde há americanos pode levar a consequências negativas “se o atual governo desse país for hostil aos interesses americanos”.

A Embaixada dos EUA em Angola afirma que não se fala em construção de uma base militar e o governo angolano não comenta esta informação.