Etu Energias Conclui Acordo Histórico com Galp no Offshore de Angola

Avatar By Redacao Jun 19, 2024
Etu Energias Conclui Acordo Histórico com Galp no Offshore de Angola

A conclusão deste negócio representa a materialização do acordo de compra e venda entre as subsidiárias da Galp e da Etu Energias anunciado a 10 de Fevereiro de 2023. O financiamento do negócio foi assegurado por um consórcio liderado pelo banco African Export-Import Bank, que inclui a Shell Western Supply and Trading LTD, o banco BAI e o BFA.

A Etu Energias, concluiu, recentemente, em Luanda, o acordo com a Galp para a aquisição indirecta da participação de 5% no bloco 32, 9% no bloco 14 e 4,5% no Bloco 14K no offshore de Angola.

A conclusão deste negócio representa a materialização do acordo de compra e venda entre as subsidiárias da GALP Energia e da Etu Energias anunciado a 10 de fevereiro de 2023, segundo um comunicado enviado à redacção do Expansão.

De acordo com a nota, a transação foi totalmente aprovada pelas autoridades competentes angolanas. O financiamento do negócio foi assegurado por um consórcio liderado pelo banco African Export-Import Bank (AFREXIMBANK), que inclui a Shell Western Supply and Trading LTD, o banco BAI e o BFA.

“A estreita colaboração entre as diversas partes foi fundamental para o sucesso deste negócio que representa a entrada da Etu Energias para a produção petrolífera em águas profundas. A conclusão desta transação demonstra a resiliência da nossa empresa e representa um grande passo na nossa estratégia de construir um portfólio rentável e diversificado”, disse Edson Dos Santos, PCA da Etu Energias.

Importa salientar que, o Bloco 32 está localizado a cerca de 260 quilómetros da costa de Luanda, em profundidade de água que varia entre 1.400 e 2.000 metros. Iniciou a operar em 2018 e continua a ser um dos maiores blocos produtores em Angola. É operado pela Total Energies Exploration Production Angola (TEPA) com 30%, que lidera o grupo empreiteiro composto pela Sonangol Pesquisa e Produção também com 30%, a SINOPEC (20%), ExxonMobil (15%) e a Galp Energia Overseas Block (5%).

Quanto ao bloco 14 localizado a cerca de 100 Km em offshore de Cabinda, abrange aproximadamente 4.094 Km2, tendo iniciado a sua operacionalização em 1999 e continua a ter uma produção significativa de petróleo bruto médio-ligeiro. É explorado pela Cabinda Gulf Oil Company Limited (Chevron) com 31%, que lidera o grupo de empreiteiros composto pela Sonangol Pesquisa e Produção (20%) Azule Energy Angola B.V e Etu Energies, através da sua afiliada Angola Block 14 B.V (20%) e a Galp Energia Overseas Block 14 B.V (9%). In Expansão