“Em qualquer lugar do planeta, Carlos Morais tem que estar no cinco do Pré-Olímpico”, diz Tiago Soares

Avatar By Redacao Mai 15, 2024
"Em qualquer lugar do planeta, Carlos Morais tem que estar no cinco do Pré-Olímpico", diz Tiago Soares

Em qualquer lugar do planeta, o jogador angolano de basquetebol Carlos Morais tem que estar no cinco inicial da Seleção Masculina de Basquetebol. Mas só em Angola isso está a acontecer. E por quê? Não se sabe se é para atender interesses da Federação de Basquetebol ou do Treinador da Seleção. De repente, é afastado das convocatórias do grupo, para representação da Seleção Nacional de Basquetebol.

Mas nestes últimos anos, NINGUÉM teve um desempenho próximo ao dele no campeonato nacional angolano de basquetebol. Nem os que jogam no campeonato Nacional, nem os que jogam na Europa e muito menos os que atuam, têm números de pontos inferiores ao número 6, Carlos Morais.

Mas, afinal, por que Carlos Morais não atua mais pela nossa seleção? Qual a razão concreta para o maior marcador do país nos últimos anos ser tão ignorado pela federação e pelo técnico da Seleção de Basquetebol? O jovem Carlos Morais é popularizado como um astro da bola ao cesto, estrela máxima do elenco do Petro de Luanda, campeão nacional e finalista da principal competição do continente africano. Aliás, o Carlos Morais já havia sido o maior marcador de várias edições de campeonatos nacionais e campeonatos africanos de basquetebol no passado, vestindo a camisola do Petro Luanda e da seleção nacional de basquetebol.