Angola: Man-Genas é acusado de crimes de calúnia e difamação contra entidades públicas

Avatar By Redacao Fev 26, 2024
Aparato policial da escolta assustou "Man Gena", que fica em prisão preventiva

De acordo o Club-k, o governo de Moçambique conduziu o repatriamento coercivo de Gerson Emanuel Quintas, conhecido como Man Gena, e Clemência Suzete Vumi, acompanhada por seus dois filhos menores, sob alegações de entrada e permanência irregulares no país. Man Gena, que estava em Moçambique desde o início de 2023, foi transportado de Maputo para Luanda em uma aeronave Dash-8 disponibilizada pela presidência angolana. Especialistas estimam que a operação tenha custado mais de 50 mil dólares, incluindo despesas como aterragem/saída, combustível e tripulação.

O antigo praticante de hóquei em patins do Clube Primeiro de Agosto fugiu de Angola no ano anterior, alegando risco para sua vida após denunciar funcionários do SIC por envolvimento em tráfico de drogas. Ele viajou sem documentação até chegar a Maputo. Apesar de apelos da Ordem dos Advogados de Moçambique para respeitar as convenções internacionais sobre refugiados, Man Gena e sua família foram repatriados.

Embora as autoridades de Migração em Moçambique tenham inicialmente garantido que não extraditariam Man Gena, meses depois, o Serviço Nacional de Imigração de Moçambique justificou o repatriamento alegando entrada irregular. Fontes do Club-k dizem que Luanda pode ter solicitado o repatriamento, aproveitando-se de um domingo para evitar possíveis impedimentos legais.

Man Gena vai ser acusado do crime de injúrias e difamação contra as entidades por ter acusado dirigentes angolanos de estarem ligados ao tráfico de drogas. Sua esposa também será acusada. O casal ficará sob custódia do SIC-Luanda, enquanto as autoridades angolanas planeiam divulgar mais alegados crimes cometidos por Man Gena no passado. Aguarda-se um anúncio do SIC sobre o caso ao longo da semana.

Ler também: Man-Genas e família são expulsos de Moçambique acusados de crime contra o presidente Nyusi