Sindicato exige eleições para bastonário da Ordem dos Médicos de Angola

Avatar By Redacao Fev 25, 2024

A Ordem dos Médicos de Angola acusa a bastonária, Elisa Gaspar, de furtar-se da convocação das eleições, uma vez que a mesma se encontra com mandato expirado desde 2022.

Recordar, que Ordem vive uma crise desde 2020, após um grupo de profissionais acusar a bastonária de “gestão danosa, desvio de 19 milhões de kwanzas e de bens patrimoniais”.

A confirmação foi feita ao Correio da Kianda, pelo presidente do Sindicato dos Médicos de Angola.

Adriano Manuel disse, por outro lado, que por conta desta situação, um grupo de médicos realizou uma assembleia com objectivo de exigir a prestação de contas por parte da bastonária, “mas sem sucesso”.

Segundo avançou, Elisa Gaspar “tenta a todo o custo alterar os estatutos da instituição a seu favor, mesmo após o chumbo do grupo técnico do Conselho de Ministros”.

Elisa Pedro Gaspar foi eleita bastonária da Ordem dos Médicos de Angola, aos 28 de Abril de 2019, com 45.5% dos votos.

O Correio da Kianda está a envidar esforços para ouvir, igualmente, a bastonária Elisa Gaspar. Correio da Kianda