Rui Falcão bebeu do próprio veneno? – Ilídio Manuel

Avatar By Redacao Fev 11, 2024
Rui Falcão bebeu do próprio veneno? - Ilídio ManuelRui Falcão bebeu do próprio veneno? - Ilídio Manuel

Rui Falcão, uma das “aves” mais agoirentas do partido governante, tendo-se notabilizado pelo seu “canto” arrogante e intolerante, foi afastado do BP do seu partido em circunstâncias turbulentas.

Sintomaticamente, a sua defecção ocorreu poucos dias depois de ter dado uma entrevista à LAC, na qual dizia que o seu partido era um espelho de virtudes em matéria de abertura na abordagem dos assuntos internos e de democracia.

Na citada entrevista a José Rodrigues deixou transparecer que era contra uma terceira candidatura de JLo à PR e que o actual líder do MPLA não fazia unanimidade no seio dos “camaradas”, já que, segundo ele, haveria outros militantes bem referenciados e em condições de disputar o lugar.

Embora não tenham sido avançadas as razões que levaram ao afastamento de um dos políticos mais radicais do partido governante, no espaço público crê-se que Rui Falcão acabou de ser vítima do cilindro compressor do seu próprio partido que, ao que se sabe, tem vindo a revelar-se acentuadamente intolerante para todos os que se opõem a liderança JLo ou questionem os seus métodos de gestão.

Uma das provas dos elevados níveis de intolerância ficou patente quando, há poucos anos, Boavida Neto foi “varrido” do cargo de SG do MPLA por manifestar simpatias a JES. Para o efeito foi “fabricado” um congresso extraordinário que serviu de pretexto para a sua erradicação da “nata” dirigente do MPLA.

É caso também para dizer que Falcão teve um voo rasante, tão baixo ao ponto do todo ex-poderoso secretário do MPLA para a informação ter-se despenhado ao comprido.