A boa vida de uns na mesma pátria que nos viu nascer – Poeta Ukwanana

Avatar By Redacao Dez 16, 2023
Poeta UkwananaPoeta UkwananaPoeta Ukwanana

As CORDAS CURTAS de BOA VIDA, somando às tantas CURTAS delapidaram à Pátria, e é com as mesmas CORDAS CURTAS que o Presidente João Manuel Gonçalves Lourenço, de forma sábia e insistente, deve continuar a combater às crateras da corrupção em Angola;

Oh Pátria amada! Queira aceitar que, foram as CORDAS CURTAS amarradas aos pescoços dos BODES representados atualmente por BOA VIDA, por si assumido no âmbito da corrupção que desgraça a nossa Pátria;

Oh nossa Pátria! Amarrada em CORDAS CURTAS e COMPRIDAS, que nelas só comem os BODES grandes;

Oh minha Pátria! Vele pelas crianças que procuram diariamente alimentos nos contentores de lixo, porque os BODES grandes comem tudo com as suas CORDAS CURTAS e COMPRIDAS ao atravessarem aquilo que deveria ser o pasto das crianças;

Oh crianças angolanas! O que comerão, se no pasto há cordas curtas e compridas dos BODES!
Oh Pátria! Não morra, isto porque as crianças olham para si com fé e esperança;

Quem diminuirá a fé e a esperança para que isso se torne realidade material da vida das crianças!

Minha Pátria angolana! Não caia no linguajar dos BODES, que assumem publicamente, que com as suas cordas CURTAS e COMPRIDAS atravessaram os pastos;

Para quando a BOA VIDA, a vida que os BODES negaram às crianças de Cabinda ao Cunene, e do mar ao leste;

Até quando é que o povo e as crianças ouvirão que a sua Pátria só dá pasto aos BODES grandes!

Oh Pátria! Quando é que aqueles que supostamente deviam olhar com outros olhos a Pátria, transformaram-se em BODES num ápice e comem todo capinzal sem olhar de lado?

De onde, oh Pátria virá o nosso socorro!
Oh Pátria! Perante estas Lamúrias colocamos os nossos olhos além NUVENS, de onde virá o nosso socorro;

Tudo ao seu tempo aqui na terra, também foi assim antes de Cristo, período em que os Fariseus se tornaram crentes abomináveis para justificarem os seus pecados e arrependimentos, quando se a aperceberam que o Deus Filho estava prestes a pisar à terra;

A BOA VIDA negada aos que mais precisam está prestes a chegar, pelo facto de se estar a recuperar das mãos dos BODES, o pasto que é de todos nós;

Oh Mãe Pátria! Não serás Pátria do Rei Herodes e nem de João Baptista, mas Pátria que sempre será nossa e daqueles que por ti lutam e trabalham, seja com pasto ou sem, e com CORDAS CURTAS ou COMPRIDAS;

A BOA VIDA arrancada aos que jazem nos campos verdes desta amada e bela Pátria angolana, por falta do pasto engolido pelos BODES grandes será devolvida um dia ao povo;

Afinal quando é que as crianças angolanas também serão BISNEIRAS? Haverá crianças BISNEIRAS do saber, da boa governação, do trabalho e da política distributiva porque têm esperança numa Angola do amanhã melhor;

Oh BOA VIDA! Já não estamos mais na era Medieval, em que existia um Tribunal de Inquisição, por isso, não temos como afrouxar a luta contra à corrupção praticada pelos BODES que engoliram o pasto de todos aplicando as leis democraticamente aprovadas;

Oh BOA VIDA! Podes estar prestes a cair na trincheira do combate à corrupção, onde a solidariedade, a fé e a esperança diminuem dia após dia;

Os BODES com as suas CORDAS CURTAS e COMPRIDAS no pasto, já não se podem reformular internamente, mas sim, devem ser reformulados pelos pastores que desconhecem o pasto;

Oh Pátria! Era uma vez aqueles sobre os quais tínhamos depositado a nossa confiança e fé, afinal foram transformaram-se em BODES grandes, em prejuízo da maioria de angolanos lançados à desgraça. Que pena!

In: Lamúrias del Poeta Ukwanana.

Ler mais: “Se eu for constituído arguido , o país pára”, diz Álvaro de Boa Vida Neto