Câmara dos Representantes dos Estados Unidos formaliza inquérito de destituição de Joe Biden

Avatar By Redacao Dez 14, 2023
Joe Biden será destituidoJoe Biden será destituidoJoe Biden será destituido

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai começar a ser investigado pelos membros da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos devido ao alegado envolvimento do seu filho em negócios internacionais quando ainda era vice-Presidente de Barack Obama. Este é um processo que pode levar à destituição do Presidente.

Com 221 votos a favor dos Republicanos e contra 212 votos dos Democratas, a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos decidiu na noite de quarta-feira começar o inquérito sobre a destituição do Presidente Joe Biden, tendo em conta alegas práticas de corrupção do seu filho, Hunter Biden, enquanto o actual chefe de Estado era o número dois de Barack Obama.

Para os Republicanos, esta é uma nova plataforma para atacar Joe Biden que é também candidato à Casa Branca nas eleições do próximo ano, esperando manter-se mais quatro anos no poder face a Donald Trump, o candidato da ala republicana.

Joe Biden considera que “não há qualquer base” para esta investigação e possível destituição, já que na altura dos alegados negócios do seu filho na Ucrânia e na China, em que teria mencionado a influência do pai, ele ainda não era Presidente, sendo só vice-Presidente de Barack Obama.

Em vez de ajudarem os americanos a ter uma vida melhor, preferem atacar-me directamente“, defendeu Biden em comunicado após a votação.

Hunter Biden, tem tido vários problemas com a justiça norte-americana, já reafirmou que o pai não teve qualquer envolvimento nos seus negócios, quando nos anos 2010 levou a cabo lobbying para multi-milionários ucranianos, enquanto se debatia com adicções de alcóol e drogas.

A decisão da Câmara deve passar depois para o Senado, onde os democratas têm maioria, tornando assim muito pouco provável a destituição de Joe Biden. O Presidente dos Estados Unidos pode ser destituído pelo Congresso, ou seja, a Câmara mais o Senado, caso este seja considerado culpado de traição, subornos ou outros crimes importantes. RFI