BAI na lista dos piores bancos no III trimestre de 2023: Tráfico de influência compromete reputação do banco

Avatar By Redacao Dez 8, 2023
BAI na lista dos piores bancos no III trimestre de 2023BAI na lista dos piores bancos no III trimestre de 2023BAI na lista dos piores bancos no III trimestre de 2023

No terceiro trimestre de 2023, o Banco Angolano de Investimentos (BAI) figurou como o banco sistémico mais criticado pelos clientes junto do Banco Nacional de Angola (BNA), segundo dados oficiais divulgados na última quinta-feira. O Banco do Comércio e Indústria (BCI) também compartilhou a mesma posição desfavorável entre as demais instituições financeiras.

De acordo com informações do Portal o Decreto, fontes do Banco Nacional de Angola apontam o tráfico de influência praticado por diversos funcionários como a raiz dos maus-tratos relatados pelos clientes. “preocupam-se mais com os pedidos das altas entidades do que prestar um trabalho bem feito para todos os clientes”, afirmou uma fonte do BNA.

Uma outra fonte interna do BNA expressou sua decepção em relação ao BAI, destacando que o banco já não desfruta do mesmo prestígio que outrora possuía. Além disso, a mesma fonte mencionou denúncias envolvendo o BCI relacionadas a operações cambiais.

O Relatório das Reclamações Apresentadas ao Banco Nacional de Angola no 3º Trimestre classifica as instituições reclamadas em duas categorias: as sistémicas, que, devido ao seu grande porte, podem ter impacto negativo no mercado em caso de falência, e outras instituições financeiras.

Durante o período de Julho a Setembro, o BAI liderou as reclamações com um total de 45, seguido pelo Banco de Poupança e Crédito (BPC) com 37, BFA com 26, Atlântico com 18, Económico com 17, Banco BIC com 13, Banco Sol com nove, Standard Bank Angola com oito, Banco Keve com quatro e BNI com quatro.

No caso das outras instituições financeiras, o BCI recebeu 20 reclamações, seguido pela Caixa Geral de Angola com oito, e BCA, BCS, BIR, Finibanco e KixiCrédito, cada uma com uma reclamação. Além disso, duas reclamações foram registadas contra um ou mais bancos com receita revogada ou dissolvidos.

É importante ressaltar que as reclamações abordaram temas como contas de depósito à ordem, transferências, outros tipos de crédito, prestação de serviços, máquinas de ATM/TPA, crédito ao consumo, crédito à habitação e cooperações. Este cenário levanta preocupações sobre a qualidade dos serviços prestados pelas instituições financeiras no país, segundo o portal o Decreto.