Tribunal Supremo retoma Julgamento do Subcomissário Paulo Silva, acusado de tráfico de armas

Avatar By Redacao Dez 4, 2023
Subcomissário Paulo SilvaSubcomissário Paulo SilvaJulgamento do Subcomissário Paulo Silva

O Tribunal Supremo retomará amanhã o julgamento do subcomissário Paulo Silva, da Polícia Nacional, acusado de diversos crimes relacionados a armas. As acusações, que incluem fabrico, tráfico, detenção e alteração de armas e munições, serão confrontadas durante a leitura da sentença a partir das 9h30. Segundo o Ministério Público, Silva é acusado de comprar ilegalmente um arsenal na Namíbia, incluindo pistolas, espingardas e metralhadoras, que foram apreendidas no Posto Aduaneiro de Xangongo.

A acusação também aponta a participação de co-arguidos no contrabando, alegando que o subcomissário contou com a colaboração de Joaquim Matondo Marques Fernandes e Tony José, este último identificado como motorista residente no Cunene. Especialistas em armamento da Polícia Nacional confirmaram a presença de armas de uso militar proibido, contradizendo a alegação de Silva de que eram armas de recreio. Durante seu interrogatório, o subcomissário insistiu que as armas eram “desportivas e de recreio”, enquanto seu advogado, José da Costa, solicitou a reapreciação dos fatos e a absolvição.

O desfecho do julgamento, que envolve acusações de tráfico de armas, permanece incerto, uma vez que o subcomissário nega categoricamente o uso militar das armas, alegando uma finalidade desportiva. O veredicto será lido amanhã, quando o juiz João Fuantoni conduzirá a próxima sessão do processo que também inclui os co-arguidos Joaquim Matondo Marques Fernandes e Tony José.