Tribunal de Contas assina 3 acordos de cooperação técnica no Brasil

Avatar By Redacao Dez 3, 2023
O Juiz Presidente do Tribunal de Contas, Sebastião Gunza,O Juiz Presidente do Tribunal de Contas, Sebastião Gunza,O Juiz Presidente do Tribunal de Contas, Sebastião Gunza,

O Juiz Presidente do Tribunal de Contas, Sebastião Gunza, celebrou, no Estado de Ceará, Brasil, três acordos de cooperação técnica com três instituições brasileiras, a saber, as suas congéneres do Tribunal de Contas do Estado do Ceará, Baía e o Instituto Rui Barbosa.

Sebastião Gunza está preocupado com a superação técnico-profissional dos técnicos, uma das suas principais prioridades, e com o reforço institucional do órgão que dirige. Por este facto, deslocou-se à República Federal do Brasil, no Estado do Ceará, onde também participou como convidado especial no 3º Congresso Internacional dos Tribunais de Contas.

O certame que hoje encerrou, 01 de Dezembro, trouxe em abordagem temas como o controlo externo versus controlo social na era digital, inteligência artificial, fake-news dentre outros no processo do controlo externo das finanças públicas. Os especialistas defenderam a aposta constante na criação de competências técnico-profissionais como solução para acompanhar a revolução digital. E foi nesta ocasião que o Presidente do Tribunal de Contas da República de Angola celebrou três acordos de cooperação com as suas congéneres do Estado do Ceará, Baía e com o Instituto brasileiro Rui Barbosa.

Discursando durante o acto da celebração dos acordos, Sebastião Gunza, disse que a iniciativa é um marco para o Tribunal de Contas da República de Angola. “Os acordos, ora celebrados, são um marco importante na história do Tribunal de Contas da República de Angola. Visto que, representam o processo de consolidação na criação e promoção do aprimoramento técnico e científico dos nossos técnicos, através de acções de intercâmbio tecnológico, cooperação técnica e troca de experiências com duas instituições de referência do universo lusófono no campo do controlo das finanças públicas.

O presidente do tribunal de contas revelou que o órgão que dirige está a implementar o sistema integrado de gestão. Por isso, os acordos ora celebrados vão ser fundamentais para o processo de transformação digital do órgão que dirige.” Por conseguinte, Sebastião Gunza revelou que o órgão que dirige está a implementar o Sistema Integrado de Gestão-SIGTC. E que por isso, os acordos ora celebrados vão ser fundamentais para o processo de transformação digital do órgão que dirige.

“Neste momento, o Tribunal de Contas da República de Angola está a implementar o seu Sistema Integrado de Gestão, o SIG-TC. Ou seja, estamos no caminho da Transformação Digital.” “Portanto, a partir de hoje, já não estamos sós nesta caminhada. Visto que, acabámos de ganhar dois grandes parceiros!” “Deste modo, ganhamos fôlego para continuar a trilhar, com firmeza, os caminhos da modernização tecnológica dos sistemas de controlo externo e de fiscalização, através de acções contínuas de cooperação técnica, voltadas para o desenvolvimento institucional e, para o aperfeiçoamento técnico, científico e cultural das nossas competências humanas,” disse o Juiz Presidente.

Deste modo, o 3º Congresso Internacional dos Tribunais de Contas do Brasil permitiu a partilha de soluções e a troca de experiências com as instituições que já seguem em frente ante aos grandes desafios impostos pela revolução digital no controlo externo do dinheiro público.

O Presidente do IRB, Instituto Rui Barbosa, Edilberto Pontes Lima (na foto), que é igualmente Vice-presidente do TC do Estado do Ceará, congratulou-se com a presença do TC/Angola no evento e com a assinatura dos acordos. O Instituto Rui Barbosa goza de uma reputação elevada como a “Casa do Conhecimento Tribunais”, e cumpre um papel incontornável na promoção e aprimoramento da boa governação no Brasil.

O Tribunal de Contas do Estado Ceará é uma instituição de referência no Brasil, com uma longa história de excelência no exercício da sua Missão e tem como Ministro Presidente, Valdomiro Távora Júnior. O Brasil conta neste momento com um total de 32 Tribunais de Contas dentre os quais estaduais e municipais. TC