Problemas na TAAG fez cair Emílio Londa

Avatar By Redacao Nov 13, 2023
Problemas na TAAG fez cair Emílio LondaLoja-TAAGProblemas na TAAG fez cair Emílio Londa

O secretário de Estado para os sectores da Aviação Civil, Marítimo e Portuário, Emílio Vumpa de André Londa, deixa o executivo após se agudizar os problemas na TAAG, com fortes indícios de má gestão e corrupção, numa altura em que os inspectores da IGAE finalizam a examinação as contas da transportadora aérea nacional, confidenciou a este jornal, uma fonte do Ministério dos Transportes.

A fonte que temos vindo a citar, avança que as várias denúncias envolvendo a TAAG, bem como avarias frequentes de aeronaves, estão a gerar má percepção pública em relação a empresa que tem gerido uma crise de imagem sem precedentes, sendo que a responsabilização tem recaído sobre o secretário de Estado que coordena o pelouro.

Outro dado que saltou a vista, foi o nome que João Lourenço escolheu para substituir Emílio Londa. Rui Paulo de Andrade Teles Carreira, que a data da sua nomeação, exercia o cargo de administrador não executivo da TAAG.

Rui Carreira, que no ano passado acusava o anterior Conselho de Administração de gestão danosa, parece ser dos poucos a se salvar, e a quem o presidente João Lourenço confiou a missão de acompanhar os seus antigos colegas do conselho, que dificilmente sobreviverão de uma exoneração depois desta segunda-feira, 13.

Quanto ao processo de privatização da empresa, a fonte do Correio da Kianda avança que tudo indica que será congelado, devido o momento de incerteza no sector aeronáutico.

Criada a 8 de Setembro de 1938, a TAAG nasce como “Divisão dos Transportes Aéreos” (DTA), subordinado à Direcção dos Serviços de Portos, Caminhos-de-Ferro e Transportes de Angola, sob gestão do governo colonial português.

Iniciou as suas operações em 1940, mas só em 1975, após a proclamação da independência de Angola, a empresa foi nacionalizada e transformada em companhia de bandeira da República de Angola, assumindo o nome de TAAG. In CK