João Lourenço inaugura a primeira escola virtual internacional “A42” primeira em África

Avatar By Redacao Jul 12, 2023
O Presidente da República, João Lourenço, inaugurou nesta quarta-feira, a primeira Escola da Rede 42 “Escola 42” no país, uma das melhores em programação do mundo e que dispensa a presença de professores.
Acompanhado da Primeira-Dama da República, Ana Dias Lourenço, de membros do Governo e da direcção do estabelecimento de ensino, João Lourenço percorreu algumas áreas da unidade escolar, tendo recebido informações sobre o seu funcionamento.
Na Escola 42, em Luanda, com cerca de 300 computadores, os estudantes, de forma virtual, aprendem os conceitos fundamentais da programação e podem optar, entre outras especializações, por cyber security, data analytics, web development.
Em Angola, a Escola 42 vai funcionar no Instituto Superior Politécnico de Tecnologias e Comunicação (ISPTEC), no município de Talatona, em Luanda, com o apoio financeiro do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, num orçamento estimado em cerca de três milhões de dólares.
Conhecida internacionalmente como “A42”, a iniciativa foi fundada em Paris, França, em 2013, e conta com mais de 18 mil alunos repartidos por 50 escolas espalhadas pelo mundo, sendo Angola o primeiro na África sub-sahariana a abraçar o conceito.
Na Escola 42 aprende-se, de forma prática, num modelo que parece um jogo, refere uma nota informativa, sobre o projecto, divulgada na capital angolana.
Sem professores, nem livros, a aprendizagem é feita pelo desenvolvimento de projectos que permitem ganhar pontos e passar de nível, como se de um jogo se tratasse.
Uma vez apreendidas as bases, cada aluno é livre de desenhar o seu próprio percurso, escolhendo os projectos que lhe permitem ganhar conhecimento nas áreas que mais lhe interessam.
Na instituição não existem aulas, nem horários pré-definidos. O campus está aberto durante 24 horas, sete dias por semana, 365 dias por ano.
Assim, cada aluno tem a liberdade e responsabilidade para construir o seu próprio plano de aprendizagem e trabalhar, quando for mais produtivo, ao seu ritmo.
Ensino gratuito e inclusivo
Aprender nas escolas da rede 42 é um processo totalmente gratuito e inclusivo. Não exige qualquer grau académico ou conhecimentos de base em programação.
O único requisito é que os candidatos tenham, pelo menos, 17 anos de idade, trabalhar em projectos práticos e com a ajuda de outros alunos, sendo um factor diferenciador da “pedagogia 42” e com avaliação diária e semanal.
Selecção de candidatos
Sem professores ou aulas, os candidatos são selecionados por uma ferramenta automática, sem interferência humana na classificação dos mesmos e na escolha de quem vai ser aluno.
Os cadetes bem sucedidos são colocados no mercado de trabalho em menos de 24 meses, período após o qual, devem fazer um estágio profissional obrigatório, remunerado e que deve ser feito em seis meses.
Currículo
O currículo é actualizado por um Comité Pedagógico (CP) que conta com profissionais da indústria a nível mundial e garante que os alunos das escolas 42 tenham o mesmo nível, independentemente de estarem em Luanda ou em Tokyo.
Programa de formação
O programa de formação das Escolas 42, e que o Governo de Angola tem agora licença para implementar em Luanda, está estruturado em 21 níveis de aprendizagem, sendo que, com a conclusão dos sete primeiros níveis, o aluno conclui uma base que é igual para todos da rede, estejam eles Luanda ou na Singapura.
Após o estágio, o aluno decide a área de especialização que pretende seguir, com a possibilidade de ir para qualquer escola da rede. Esta decisão é estritamente baseada na sua decisão pessoal.
Estão disponíveis especialidades em computação gráfica, IA, desenvolvimento web e móvel, administração de redes e cibersegurança.
Financiamento
Tipicamente as escolas são financiadas por um ou vários filântropos, individuais e corporativos, que reconhecem a importância de apoiar o grau de preparação digital educação da força de trabalho.
As escolas 42 propõem-se a resolver um problema identificado por empregadores que procuram por talento excepcional.
Rede 42 em Países de Língua Portuguesa
Em países de língua portuguesa, encontramos a rede 42 em Lisboa, Porto (Portugal), São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte (Brasil).
As escolas da rede 42 marcam também presença nas maiores praças financeiras do mundo como Singapura, Londres, Hong Kong, e Luxemburgo.
As referidas Escolas estão no Top 10 das mais inovadoras e inclusivas, acima de Tokyo Institute, MIT, Berkeley Tech e Stanford.
A rede de escolas atrai o interesse de parceiros do mercado da indústria de Tecnologias da Informação e Comunicação como a Microsoft, HP, Apple, IBM, Amazon, SAP e CISCO.
A inauguração da escola acontece depois de em Março de 2022 a Sonangol e a Unidade Técnica de Gestão do Plano Nacional de Formação de Quadros (UTG/PNFQ) assinarem um protocolo de cooperação para a implementação da “Escola 42”, na capital angolana.