Mais de 6.000 angolanos obtiveram autorização de residência em Portugal nos últimos dois meses

Avatar By Redacao Mai 23, 2023
Mais de 6.000 angolanos obtiveram autorização de residência em Portugal nos dois meses de funcionamento do portal do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras português destinado aos cidadãos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). A autorização de residência confere acesso à educação, saúde, segurança social, actividade profissional, formação profissional e justiça.
Nestes dois meses de funcionamento, o portal disponibilizado para atribuição de autorizações de residência em Portugal aos cidadãos da CPLP deferiu mais de 113 mil destes títulos.
Os brasileiros estão em larga maioria, com quase 83% dos novos imigrantes regularizados em Portugal, seguidos dos angolanos, com 5,5%, e de cidadãos de São Tomé e Príncipe, com 4,3%.
A plataforma para obtenção de autorização de residência em Portugal para os cidadãos da CPLP (www.SEF.pt e www.ePortugal.gov.pt) entrou em funcionamento a 13 de Março e destina-se aos imigrantes lusófonos com processos pendentes no SEF até 31 de Dezembro de 2022 e para quem tem um visto CPLP emitido pelos consulados portugueses após 31 de Outubro de 2022.
Segundo o SEF, que, desde 13 de Março, recebeu mais de 131 mil pedidos para atribuição de certificados de autorização de residência por parte de cidadãos da CPLP, estas concessões de autorização de residência são automáticas e “exclusivamente online, sem necessidade de outro tipo de interacção com o serviço ou deslocação física a um posto de atendimento”. NJ