JURA: Nelito Ekuikui desconhece jovens que querem marchar em Luanda contra ACJ e diz ser plano do MPLA

Avatar By Redacao Mai 8, 2023
O Secretário geral da Juventude da União Nacional para Independência Total de Angola, Nelito Ekuikui, afirmou o documento que circula nas redes sociais, anunciando a realização de uma marcha pacífica contra Adalberto Costa Júnior é um plano do MPLA de combate até a exaustão do presidente da UNITA.
Numa nota de esclarecimento divulgada neste sábado, 06 de maio, o líder do braço juvenil da UNITA, Nelito Ekuikui, assegurou que desconhece os autores da carta dirigida ao GPL, anunciando a manifesta na capital angolana para destituição do líder da UNITA.
A JURA, braço de apoio ao Partido, segundo se pode ler, tomou conhecimento de uma carta dirigida ao Governo Provincial de Luanda, subscrita por jovens auto proclamados militantes da UNITA, mas sem prova testemunhal da sua pertença ao Partido, ou seja, “não são por nós conhecidos”.
“Percebemos de antemão que, a mesma não passa de sequência ao plano vergonhoso do regime MPLA de combate até a exaustão do Presidente democraticamente eleito e por duas vezes, Adalberto Costa Júnior, com intuito de levantar mais uma vez um clima de instabilidade, insegurança política e desacreditar a maturidade do povo angolano”, denunciou o líder da UNITA.
O documento, com total de 6 subscritores, rubricada por Angelina e sem uma data específica, mas referindo-se do mês de abril de 2023, adianta que os supostos militantes estão cansados das mentiras do líder e denunciam má gestão do partido, entre outros pontos.
“Nós os jovens militantes descontentes do maior partido da oposição em Angola, União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), cansados das mentiras, faltas de respeito e má gestão do partido, vimos por intermédio desta, solicitar a Vossa Excelência Sr. Goverador da Província de Luanda, para que se digne a autorizar a realização de uma Manifestação pacífica, consubstanciada em uma marcha de Repúdio Exigindo a Destituição do Presidente Adalberto Costa Júnior”, conforme se lê no documento que o Angola24Horas teve acesso.
O referido acto, com lugar no município de Viana, “teria” como ponto de partida nas Jembas e término no Complexo da Sovsmo para leitura do manifesto.
Fonte: Angola 24 horas