Português que matou a esposa angolana com tiro na cabeça foi condenado a 26 anos de prisão

Avatar By Redacao Mar 21, 2023

O Tribunal de Comarca do Lubango, província da Huíla, condenou nesta segunda-feira, o cidadão português, Walter Raposeiro, de 65 anos de idade, a 26 anos de prisão efectiva, pelo crime de homicídio qualificado contra à sua esposa, Roxane Pestana.
O réu, segundo o tribunal, matou a sua esposa a tiro à meia noite do dia 25 de Setembro de 2021, a 200 metros da sua residência, Lubango, tendo de seguida manipulado a cena do crime para forjar um suicídio, disse o juiz de direito que presidiu o julgamento, Gerardo Ukuma, ao ler a setença.
Fez saber que após a conclusão de 407 quesitos, ao réu pesou ainda os crimes de difamação e calúnia, injúria, violência doméstica nas vertentes físicas e psicológicas que fizeram o cúmulo jurídico.
Sublinhou que em consequência dos crimes, o réu deve ainda pagar o valor de 300 mil da taxa de justiça nos termos do artigo 89 do Código Penal, bem como, cinco milhões de kwanzas aos herdeiros legítimos da vítima.
O mesmo vai, igualmente, pagar dois milhões de kwanzas de indemnização à ofendida, Sónia de Fátima Soares Pestana, por sinal irmã mais velha da vítima, por calúnia.
Em declarações à imprensa, após a leitura da sentença, o advogado do réu, André de Jesus, afirmou que vai interpor o recurso junto do Tribunal de Relação do Lubango, para tentar atenuar a pena.
Por sua vez, o advogado da família, Kito Fernandes, afirmou que está de acordo com a medida aplicada pelo Tribunal, que demonstra que a justiça foi feita sem influência.
O corpo da mulher, então sub-gerente do Banco de Internacional de Crédito (BIC), no bairro Mapunda, foi encontrado com um tiro na cabeça, dentro de sua viatura e com a arma do crime, num acto que os investigadores consideraram ter sido montado pelo próprio marido, para fazer passar por suicídio.
O acusado, em sede de julgamento, admitiu que a arma encontrada junto ao cadáver da mulher é sua, declarando que do seu arsenal constavam outras três destinadas à caça e a prática de tiro desportivo, sendo que uma das quais ofereceu à esposa para protecção pessoal, com a qual alega ter sido usada para o suicídio.
Fonte: Angola Online/Fala Angola