1.º de Agosto diz-se vítima de “sabotagem” por parte da arbitragem

Avatar By Redacao Fev 25, 2023
A direcção do Clube Desportivo 1.º de Agosto, sob liderança de Carlos Hendrick, general de três estrelas na reforma, apresentou uma nota de protesto junto do Conselho de Árbitros da Federação Angolana de Futebol (FAF), sobre a suposta má actuação dos homens do apito nos jogos do seu emblema, apurou o NJ de fonte próxima ao dossiê.
Segundo a nota entregue ao pelouro dirigido por Jorge Mário Fernandes, o clube militar diz que está a ser vítima de sabotagem por parte dos árbitros que tendem sempre a inclinar o campo em desfavor do emblema militar, com destaque para as partidas entre Escolinha Isaac – 1.º de Agosto; Santa Rita – 1.º de Agosto e 1.º de Agosto – Desportivo da Lunda-Sul.
Neste último jogo, a direcção do 1.º de Agosto diz que a equipa, apesar de ter jogado na condição de caseira, foi prejudicada pelo árbitro Bernardo Nangolo, o qual, segundo o clube, decidiu não assinalar duas penalidades favoráveis ao emblema militar.
“Caros juízes, o vosso trabalho, em querer inclinar o campo para prejudicar o 1.º de Agosto, está a ser visto pela maioria dos angolanos. Caso tenham dúvidas, por favor, voltem a consultar os vídeos que estão à disposição de todos na página do clube, ou, caso tenham dúvidas, e caso queiram fazer prevalecer a verdade desportiva, consultem as imagens da Televisão Pública de Angola (TPA), a única que transmite os jogos do Girabola”, desabafou o clube militar em nota enviada ao Conselho Central de Árbitros.
Fonte: Novo Jornal