País pode passar a produzir Kwanza pela primeira vez

Avatar By Redacao Jan 23, 2023
O novo edifício do Banco Nacional de Angola, em construção na Económica Especial—Luanda/Bengo há 11 meses e com previsão de ser apresentado em Maio deste ano, reúne condições necessárias para que o país passe a imprimir, pela primeira vez, moeda digital própria moeda.

O espaço ocupa 10 mil m2, quase metade da extensão da obra e é suportado por um edifício administrativo com perto de 7,5 mil metros quadrados. As infra-estruturas de apoio técnico estão a ser edificadas numa área de 2,452 metros quadrados e vão contar com uma área exterior que contempla acessos, arranjos paisagísticos e estacionamento num total de 80 mil metros quadrados.
Baptizada por “Cash Center BNA, estrutura comporta 10 edifícios e está a ser erguida num lote de 9,6 hectares. O espaço destina-se ao armazenamento, tratamento e distribuição de notas, condições necessárias para o processamento de moedas.
Em bom ritmo de execução, com 60% da obra já concluída em 15 meses, a infra-estrutura está a ser construída pela Omatapato na Zona Económica Especial—Luanda/Bengo, que, em comunicado, fez saber que, “espaço do BNA será um grande centro de logística focado no armazenamento, processamento e destruição de numerários. Com este edifício, o BNA terá condições, pela primeira vez, de imprimir a sua própria moeda”, refere uma nota a que o Angorussia teve acesso.
Em recente conferência de imprensa, o governador do Banco Nacional de Angola (BNA), disse que quer criar condições para se poder fazer a primeira emissão de moeda digital durante o seu mandato. José de Lima Massano, falava durante a 109.ª reunião do Comité de Política Monetária, adiantando que pretende dar continuidade à modernização dos instrumentos de pagamento, com realce para os pagamentos móveis, mas também preparar o trabalho para a moeda digital do BNA.
“Poderemos não ter ainda, no final deste ciclo, mas pelo menos queremos ter toda a avaliação técnica e, caso se decida pela sua emissão, também teremos as condições básicas para permitir que tal venha a acontecer”, recorde-se.
Fonte: Jovens da Banda