Chuva volta a matar em Luanda

Avatar By Redacao Jan 14, 2023
A informação foi avançada pelo governador provincial de Luanda em exercício, Gilson Carmelino, no final do encontro que manteve com a Comissão de Protecção Civil.

O porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Faustino Minguês, citado pela Angop, informou que duas mortes ocorreram no distrito do Sambizanga, com a queda do muro de uma residência, vitimando um casal e ferindo o seu filho menor.
As outras duas mortes aconteceram no bairro das Salinas, onde dois cidadãos de 24 e 25 anos, foram arrastados pelas águas. Um menor de 14 anos, encontrado numa vala de drenagem, foi a quinta vítima das enxurradas.
Faustino Minguês disse ainda que 2.412 famílias foram afectadas, havendo 2.181 habitações inundadas. Há ainda o registo do desabamento de 23 habitações, 13 famílias desalojadas, quatro hospitais e um posto médico inundados.
A corporação registou ainda o transbordo de algumas bacias de retenção e contenção de águas pluviais, a progressão de ravinas e águas em algumas ruas, que criaram dificuldade de mobilidade de pessoas e viaturas.
O porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros garantiu que foi feito o reperfilamento das bacias de retenção e contenção de águas, o desassoreamento de linhas e desobstrução de vias, em consequência da queda de 23 árvores.
Fonte: Novo Jornal