Liberty Chiaka diz que UNITA não vai aceitar adiamento das autarquias devido a nova divisão político-administrativa

Avatar By Redacao Dez 15, 2022
As palavras de Liberty Chiaka foram ditas quando falava em conferência de imprensa para o balanço das visitas de constatação que deputados do seu Partido, realizaram às 18 províncias do país. Durante a conferência de imprensa, o líder do grupo parlamentar da UNITA, lamentou que a maioria dos governadores provinciais se recusaram a receber as delegações para os cumprimentos de cortesia, com exceção do Cunene, Huambo, Cuanza Sul e Namibe.

Assim como a maior parte dos governadores provinciais, acrescentou o deputado, comandantes policiais, administradores municipais, diretores de hospitais, de escolas, não receberam os deputados da UNITA. Lamentou.
Segundo Liberty Chiaka, as visitas serviram também para auscultar os cidadãos relativamente à proposta da nova divisão político administrativa.
O deputado realçou que, passando de 164 para 581 municípios, Angola seria o primeiro e único país do mundo sem entidades inferiores aos municípios, questionando qual o critério base que foi usado.
“Sejam 164 municípios, 581 municípios, mesmo se forem 1.800 municípios ou 18.000 municípios, tem de ser 581 autarquias ou 18.000 autarquias, esta é a nossa decisão. Atenção, não venha o argumento, de como tivemos de fazer a divisão, aumentar os municípios, as autarquias ficam para o ano 2075, quando Angola completar 100 anos de independência, não, negativo”, expressou.
Liberty Chiaka sublinhou que a Constituição determina que as autarquias se organizam nos municípios, podendo ser do nível supramunicipal e também inframunicipal.
“Comecemos com os 164 municípios que já existem, se depois tivermos necessidade de criar outros municípios, que a base seja aqueles que já existem”, frisou.
Fonte: Correio Kianda