Dj Tura fala da sua evolução musical na de produção audiovisual

Avatar By Redacao Set 30, 2020
Dj Tura na Jumbo ProduçõesDj Tura na Jumbo ProduçõesDj Tura na Jumbo Produções

Simão Paulo Sampaio, mais conhecido como “Dj.Tura“, é o convidado de hoje, sendo produtor da Jumbo Produções. Ele é músico desde 2000 e produtor desde 2004, com afinidade nos estilos Guetho Zouk e Naija, mas especialização em kuduro. Seu sucesso inclui a música “Vamos lá”, do autor Madruga Yoyó.

Em entrevista exclusiva ao Hold on Angola, Dj.Tura partilhou suas origens, iniciando sua carreira cantando em cassete com os Discípulos do Jumbo, incluindo nomes como Azedon, Pex, Kenix, Bad-By e Paulo King. Ele revela que antes de ser chamado de Tura, era conhecido como Tourada.

1. – Como se sentiu ao receber o convite do Hold on Angola?

Dj.Tura: Amei o convite e agradeço à equipe pelo excelente trabalho realizado.

2. – Quem é Dj.Tura?

Dj.Tura: É um jovem chefe de família e pai de quatro lindos meninos. Embora não tenha progredido nos estudos devido a certas situações econômicas do país, sou músico e produtor. Há muito mais sobre mim, mas é melhor me ouvir, pois ninguém sabe tudo sobre você, *sorri*.

3. – Conte-nos sobre sua vida pessoal e profissional.

Dj.Tura: Minha vida pessoal é uma bênção. Tenho duas esposas maravilhosas, que são donas de casa e mães para meus filhos. Embora haja alguns conflitos às vezes, *sorri*, sou grato a Deus por tê-las. Minha vida profissional é gratificante, pois a cada dia sinto uma evolução em mim. Adquiri muito conhecimento ao longo dos anos e hoje sou uma fonte de inspiração para muitos jovens. Agradeço a Deus por isso.

4. – Como começou sua carreira artística e como tem equilibrado trabalho e família?

Dj.Tura: Minha carreira artística começou em 1997 como bailarino, integrante do grupo Black Dance, quando ainda era criança. Desenvolvi uma paixão pela música e produção em 1999 e 2000. Embora meu lado artístico tenha me afastado da família, tento manter o equilíbrio entre o trabalho e a vida familiar. É um desafio estar sempre atento e conciliar os dois, mas estou tentando.

5. – Houve incentivo da família? E quem é sua fonte de inspiração?

Dj.Tura: Sim, minha família me incentivou, especialmente meu irmão Roque (falecido), que foi meu mentor e amava esse movimento. Ele foi minha maior inspiração.

6. – Quais foram os momentos mais difíceis e mais gratificantes em sua carreira?

Dj.Tura: Um dos momentos mais difíceis foi quando fizemos a música “Vamos lá” com o músico Madruga Yoyo, mas na TV, rádio e revista mencionavam nomes de outros produtores. Outro momento difícil foi quando roubaram meu equipamento de estúdio. Além disso, a morte de minha mãe e meu irmão Roque foram momentos muito difíceis para mim. Em contrapartida, os bons momentos incluem minha carreira no auge e o reconhecimento profissional.

7. – Você alcançou seus objetivos? Qual é seu maior sonho?

Dj.Tura: Sinto que ainda estou apenas começando e que há muito mais a ser feito. Meu maior sonho é alcançar o sucesso e mostrar ao mundo que tudo é possível.

8. – Se pudesse mudar o mundo, o que mudaria?

Dj.Tura: Mudaria o coração das pessoas, lembrando-as de que ninguém trouxe nada ao mundo e ninguém vai levar. Tudo o que temos deve ser compartilhado.

9. – Considerações finais e agradecimentos.

Dj.Tura: Agradeço a Deus por tudo o que Ele tem feito, ao Hold On Angola, minha família, meus amigos, meus colegas e a todos que aproveitaram para ler minha entrevista. Muito obrigado!

Ler também: Dama Andersson: Determinação musical em Angola